10-mandamentos-de-uma-boa-alimentacao-infantil-blog-casule (1)

Os dez mandamentos para uma boa alimentação infantil

Atualizado em 17/07/2019
Por Redatora Casule

Os dez mandamentos para uma boa alimentação infantil

Atualizado em 17/07/2019
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Os dez mandamentos para uma boa alimentação infantil

A hora da alimentação é sempre uma guerra na sua casa? Sua criança está sempre voltada para consumir melhor os alimentos dos pacotinhos do que os que a natureza oferece?

Isso já está te levando ao desespero? Calma! Esse texto vai te ajudar!

A verdade é que não há dificuldade alimentar que não possa ser contornada com os seguintes ingredientes: paciência, carinho, dedicação e orientação nutricional. Para auxiliar os pais e cuidadores a oferecer às crianças uma alimentação prazerosa e equilibrada, deixo aqui os dez mandamentos para uma boa alimentação infantil:

1) Alimentação é acima de tudo um gesto de cuidado e carinho. Por isso, demonstre cuidado e preocupação com a saúde do seu filho oferecendo diariamente a ele alimentos que vão lhe prover crescimento e um bom desenvolvimento.

2) A alimentação consciente é uma questão de educação. Por isso, permita que seu filho conheça os alimentos, o seu cheiro, a sua cor, o seu sabor, sem escondê-los batendo tudo no feijão ou no sopão.

3) Comida não é moeda de troca. Por isso, não prometa sobremesa, shopping, cinema caso seu filho coma tudo.

terapia-online-casule-banner

4) O prato precisa ter cinco cores diferentes. É assim que seu filho vai receber variedade de nutrientes, vitaminas e minerais necessários para sua imunidade, crescimento e desenvolvimento.

5) Os pais são sempre o melhor exemplo para os filhos. Dificilmente seu filho terá uma boa alimentação se você come mal. Não adianta querer oferecer comida fresca e colorida ao seu filho se ele vai te ver comendo congelados industrializados, um monte de balas, chocolates e garrafas e
mais garrafas de refrigerante.

6) A hora da refeição deve ser um momento de prazer em família. Por isso, assente-se à mesa com seu filho nas refeições em que isso for possível. Que tal escolherem o cardápio juntos? Irem às compras e prepararem o alimento em companhia.

7) Refeições sem distrações: evite distraí-lo com TV, tablet, videogame ou celular enquanto se alimenta.

8) Para gostar, tem que experimentar! Se for preciso, ofereça 5, 10, 15 vezes o mesmo alimento, mas pode mudar a forma de preparo para facilitar. Exemplo: ofereça cenoura ralada, cozida, purê de cenoura, bolo de cenoura, suco de laranja com cenoura.

9) Se a criança não estiver com fome, não precisa comer. Não fique oferecendo comida o tempo todo para a criança. Deixe que ela sinta falta e peça. Permita também que ela reconheça desde cedo que está satisfeita e saciada, sem exigir que ela limpe o prato.

10) As regras são para todos os membros da família. Só assim a criança vai entender, viver e desfrutar dos benefícios de uma boa alimentação infantil.
Comece aos poucos, mas comece hoje! Passo a passo rumo a uma alimentação, leve, tranqüila, prazerosa e equilibrada, com muita saúde para os pequenos!

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Os dez mandamentos para uma boa alimentação infantil

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Os dez mandamentos para uma boa alimentação infantil, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Os dez mandamentos para uma boa alimentação infantil.

0 comentários

Como tratar a Fobia Social
Como tratar a Fobia Social

Como tratar a Fobia Social

A ansiedade ou fobia social é quando a pessoa no contato social, no contato com o outro tem o seu objeto fóbico de medo, de ansiedade. Assim, qualquer circunstância que ela precise se expor a uma situação social desde as mais simples, como por exemplo, cumprimentar alguém, fazer ou receber um elogio, ela já sente uma ansiedade extrema e com sintomas físicos.
Fome fisiológica versus Fome emocional
Fome fisiológica x Fome emocional

Fome fisiológica x Fome emocional

Não é incomum se deparar com situações e períodos estressantes na vida da maioria das pessoas e uma das primeiras consequências é sair da dieta. Por essa razão a fome fisiológica (homeostática) muitas vezes pode ser confundida com a fome emocional (hedônica). E como diferenciá-las?

O tripé da Autoestima?

Autoestima é um dos assuntos mais falados no momento. E, apesar de aparecer sempre muito atrelado à autoimagem (forma como o indivíduo se enxerga), ela é muito mais que isso.
Leia mais
O tripé da Autoestima

Dicas para lidar com a insônia

Você sabia que os nossos comportamentos e atitudes durante o dia estão totalmente ligados com o nosso sono? Por isso, nesse vídeo, abordei quais são os tipos de insônia, e sugeri algumas mudanças para que você pode adaptar a sua rotina, e como consequência, melhorar a qualidade do seu sono.
Leia mais
Dicas-para-lidar-com-a-Insônia

Objetivos da Orientação Profissional

A Orientação Profissional é um processo de avaliação que auxilia qualquer pessoa, independente da idade, a escolher uma faculdade ou um curso profissionalizante, e até mesmo mudar de carreira.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This