Opinião dos Outros – Até Onde Devo Me Importar_ coaching casule

Opinião dos Outros – Até Onde Devo Me Importar?

Atualizado em 07/03/2018
Por Tiago Curcio

Opinião dos Outros – Até Onde Devo Me Importar?

Atualizado em 07/03/2018
Por Tiago Curcio
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Opinião dos Outros – Até Onde Devo Me Importar?

Em uma escala de 0 a 10, o quanto você se preocupa com a opinião dos outros e a considera ao tomar decisões? Parar de considerar o que terceiros pensam em relação à sua própria vida é um grande desafio para muitos, mas é necessário para que se exerça algo muito importante: a liberdade de ser quem é e de agir de acordo com seus valores e convicções. Existem situações em que ter essa preocupação pode até ser saudável, mas é necessário tomar cuidado para que não se torne excessiva e tome conta da sua vida completamente.

 

Até Onde é Saudável Considerar a Opinião dos Outros?

 

A resposta para esse questionamento é analisar quais são as pessoas representam esse grupo denominado como “outros”. São familiares ou amigos próximos que realmente se importam contigo? Se sim, ouvi-los pode ser importante para te fazer refletir a respeito da situação em questão. A intenção não é que acate tudo o que disserem, mas sim que pense sobre o que ouviu e se questione, podendo mudar de ideia ou adquirir ainda mais certeza do que deseja.

Dar atenção a opiniões alheias apenas é saudável quando ocorre no sentido de ouvir as pessoas que tem a certeza de que gostam de ti verdadeiramente. E a sua intenção deve ser sempre a de agregar diferentes perspectivas para com isso pensar melhor e fazer boas escolhas. Por isso, jamais considere a opinião dos outros para agradar a terceiros por medo de julgamentos ou de ser rejeitado. Aqueles que realmente se importam com você querem te ver sempre bem e feliz e são opiniões com esse tipo de objetivo que vale a pena considerar.

 

Por Que Devo Parar de Me Preocupar Com a Opinião dos Outros?

 

Agora irei me referir ao grupo “outros” como sendo a sociedade em geral, indivíduos que convivem contigo, mas não conhecem sua história e a sua essência. Nessa primeira frase já é possível encontrar a resposta sobre a razão pela qual deve parar de se preocupar com opiniões alheias. Essas pessoas não te conhecem verdadeiramente e isso é o suficiente para que não dê ouvidos a elas.

As opiniões que são formadas sem um amplo conhecimento a respeito de algo ou alguém são chamadas de pré-conceitos, ou, como conhecemos, preconceitos, e isso tenho a certeza de que sabe que não é positivo. Então, por que considerar as ideias que os outros fazem a respeito de ti se elas não são embasadas na sua verdade? O importante é o que você pensa a respeito de si, a história que você conta da sua história. Pense nisso!

 

Veja outros motivos pelos quais deve parar de se preocupar com a opinião dos outros:

 

  • Para que evite deixar oportunidades de realizar sonhos passarem por medo de julgamentos;
  • Simplesmente porque é impossível agradar a todos;
  • Você não sabe a real intenção por trás de todas as opiniões que as pessoas têm sobre você;
  • Para não viver um ciclo negativo de dependência da aprovação alheia.
  • excesso de preocupação irá sugar a sua energia e comprometer o seu desempenho em relação às coisas que realmente importam em sua vida;
  • Quem tenta agradar a todos acaba desagradando a si mesmo.

 

Como Parar de Se Preocupar Com a Opinião dos Outros

 

Parar de se preocupar com a opinião dos outros depois de uma vida agindo com medo de ser julgado é desafiante e requer empenho. Mas tenho a certeza de que é um esforço que vale a pena, pois permitirá que se sinta livre para tomar decisões considerando o que é realmente importante, que são os seus sentimentos, valores e convicções. Confira alguns conselhos que irão te ajudar nessa missão.

 

1 – Reflita a Respeito da Sua Preocupação

 

terapia-online-casule-banner

O primeiro passo para mudar o seu mindset e deixar de se preocupar demais com o que os outros pensam é refletir a respeito disso. Através do autoconhecimento será possível entender as motivações que estão por trás do que sente, se é um medo de ser rejeitado, julgado, uma falta de confiança. Isso irá permitir que pense de forma racional e chegue à conclusão de que a opinião dos outros não muda em nada quem você é na essência.

 

2 – Aceite Que Não Tem o Poder de Controlar as Opiniões Alheias

 

Por mais que se esforce para agir de acordo com o padrão esperado pelas pessoas, não é possível controlar o que elas pensam. Dessa forma, sofrer com isso perde todo o sentido, já que estará canalizando suas energias para algo que não tem o poder de mudar. Adquirir essa consciência é mais um passo rumo à sua liberdade de ser e existir.

 

3 – Nem Todos Estão Pensando Algo Sobre Você

 

Geralmente, pessoas que passaram por alguma situação delicada no passado, como Bullying, por exemplo, têm a sensação de que estão sendo analisadas e observadas todo o tempo. Se for esse o seu caso, saiba que, na maioria das vezes, essa preocupação está apenas na sua cabeça. Grande parte daqueles que convivem contigo estão ocupados cuidando de suas próprias vidas. Esse é outro motivo para que deixe de sofrer com algo que tem grandes chances de nem ao menos existir.

 

4 – Ser Educado é Diferente de Tentar Agradar a Todos

 

O fato de deixar de se preocupar tanto com a opinião dos outros nada tem a ver com educação. Você pode e deve continuar tratando as pessoas com gentileza. Contudo, o que irá mudar é o seu pensamento em relação às coisas que te afetam diretamente. É perfeitamente possível ser uma pessoa educada e seguir o seu coração, sem permitir que as opiniões alheias se sobressaiam na sua mente.

 

5 – Aprenda a Aceitar Críticas

 

No decorrer da vida é natural que receba críticas, algumas serão positivas e outras nem tanto assim. Entretanto, nenhuma delas precisa ter um impacto negativo sobre você, pelo contrário. Ao aprender a aceitar críticas, conseguirá separar as que realmente têm uma boa intenção e podem te ajudar a crescer daquelas que têm apenas o intuito de te colocar para baixo. Dê o seu melhor e, com o tempo, conseguirá fazer essa separação automaticamente, sem sofrimento.

A opinião dos outros deve ser considerada apenas quando vem de pessoas que realmente te conhecem e desejam o seu bem. Dedique o seu tempo e a sua energia para realizar os seus sonhos e objetivos, se desenvolver e evoluir, assim conseguirá agradar a pessoa mais importante da sua vida: você!

Copyright: 633470375 – https://www.shutterstock.com/pt/g/pathdoc

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/opiniao-dos-outros-ate-onde-devo-me-importar/

 

Life Coach e palestrante, auxilia empresários a usar a internet para desenvolver seus negócios. Admira e vive a área de auto performance, acrescenta em suas sessões de Coaching o melhor da Programação Neurolinguística (PNL). Adora ficar com a família, correr, meditar e trabalhar. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo
Casule Play

Opinião dos Outros – Até Onde Devo Me Importar?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Opinião dos Outros – Até Onde Devo Me Importar?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Tiago Curcio, aqui no Blog.
Life Coach e palestrante, auxilia empresários a usar a internet para desenvolver seus negócios. Admira e vive a área de auto performance, acrescenta em suas sessões de Coaching o melhor da Programação Neurolinguística (PNL). Adora ficar com a família, correr, meditar e trabalhar. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Opinião dos Outros – Até Onde Devo Me Importar?.

0 comentários

5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

Entenda o caso: mulher flagrada com mendigo

A notícia do envolvimento de uma mulher com um morador de rua trouxe muita repercussão na mídia. A mulher foi extremamente exposta e o morador de rua infelizmente teve "dias de glória". Mas o que pode explicar esse surto que a mulher teve? Neste vídeo, a Dra. Cristiane Schumann levanta algumas hipóteses e explica o que é transtorno bipolar do humor com sintomas psicóticos, em estado hipomaníaco. Lembrando que o mais importante é que saúde mental da mulher seja reabilitada e as pessoas esqueçam rápido o que aconteceu e a ajude nesse processo de recuperação.
Leia mais

Perigo! Exercícios em excesso

Neste vídeo, a Dra Cristiane Schumann fala sobre vigorexia. Um transtorno onde já uma distorção da imagem corporal e a pessoa tende a se ver menos “forte” do que ela realmente é. Com isto, há uma necessidade constante por musculação, atividade física em busca de um corpo muscularmente perfeito.
Leia mais

A importância de dizer ‘não’

Você é o amigo bonzinho que diz sim pra todo mundo? Muitas pessoas apresentam essa dificuldade de dizer não e isso pode atrapalhar nossa vida de várias maneiras. Nesse vídeo eu vou te mostrar a a importância de dizer não e te ajudar a falar sim pra você mesmo!
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This