Inibição ou timidez?

Atualizado em 04/04/2016
Por Redatora Casule

Inibição ou timidez?

Atualizado em 04/04/2016
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Inibição ou timidez?

Inibição emocional

Este texto não tratará especificamente da pessoa tímida mas da pessoa inibida e contida com dificuldade em lidar tanto com a expressão de suas emoções positivas e negativas como em lidar com outras pessoas que conseguem exprimir suas emoções de forma espontânea.

Tímido x Inibido emocionalmente

Uma pessoa tímida pode expressar emoções de forma a conseguir ser carinhosa e cuidadosa com as pessoas, mas o inibido emocionalmente pode exagerar em seu autocontrole pois tem medo de liberar por completo suas emoções e acabar sendo inconveniente ou expor-se demais.

O tímido pode ser visto socialmente com simpatia pois é comum apresentar contato agradável com as pessoas apesar de introvertido, mas o contido emocionalmente pode ser muito mais racional e punitivo com quem manifesta-se de forma diferente da sua, podendo assim ter mais dificuldades sociais que uma pessoa tímida.

Medo de que?

O medo da pessoa que apresenta inibição emocional costuma ser da punição e abandono, pois acredita que se souberem o que sente,  suas emoções verdadeiras,  não gostarão mais dele. Muitas vezes tenta impedir que outras pessoas também expressem ou manifestem seus sentimentos por considerar inadequado que isto ocorra.

As emoções mais comuns de serem supercontroladas são a raiva, alegria, amor, afeto e excitação sexual.

O inibido emocionalmente pode apresentar rituais e rotinas exageradas, onde talvez se sinta seguro pela repetição do comportamento já avaliado e aprovado por si mesmo.

Pode haver dificuldade de expressar vulnerabilidade, ser racional demais e desconsiderar as próprias necessidades emocionais. Pode ser o tipo de pessoa que todos consideram “forte e durão”, e contem com ele para situações difíceis, o que pode tornar sua vida mais complicada pois ele pode não ter mais resistência que os demais, apenas aparenta ter.

Preocupação com o decoro pode fazê-lo perder oportunidades de diversão, intimidade e espontaneidade. Pode ser comum que tenha valores moralistas onde julga e condena pessoas as considerando levianas quando estão apenas expressando seus sentimentos, pensamentos e emoções.

terapia-online-casule-banner

Origem da inibição

A origem mais comum costuma ser a humilhação quando criança por ter demonstrado suas emoções espontaneamente. Famílias que punem ou inibem as crianças que se expressam podem iniciar inibições emocionais.

Faz parte do aprendizado da criança dominar seus sentimentos e impulsos, inicialmente ela ri e chora onde estiver pelos motivos mais rotineiros, mas com o tempo vai aprendendo a avaliar a intensidade desta expressão assim como o momento e lugar adequado. Mas a pessoa inibida emocionalmente exagera neste auto controle deixando sua naturalidade para trás.

Há a possibilidade de viés cultural, pois algumas culturas valorizam o autocontrole. Um paciente do Dr Jeffrey Young (2003) contou até uma piada para ilustrar: “Já ouviu falar do escandinavo que amava tanto sua mulher que quase disse isso para ela?”.

Com frequência é uma característica familiar onde se considera “feio” demonstrar, falar sobre ou agir conforme seus sentimentos.

Em geral as pessoas inibidas emocionalmente são aparentemente controladas, tristes e reservadas. E como costumam ter muita raiva contida podem ser hostis e ressentidas.

É comum uma pessoa inibida emocionalmente procurar relacionamento com pessoas impulsivas, desinibidas ou intensas, pois sentem-se como se esta pessoa lhe desse “permissão” para ser diferente do que costuma ser, mas muitas vezes as mesmas características que os atraiu acaba sendo o motivo de separação, onde o emotivo despreza o reservado e este desdenha o primeiro.

É comum que o inibido emocionalmente tente humilhar os que expressam seus sentimentos tanto por sentir vergonha alheia como de si mesmo por manifestar emoções normais.

Tratamento

O objetivo pode ser o de ajudar estes pacientes a serem mais expressivos e espontâneos emocionalmente. É possível que o psicólogo ajude a discutir e expressar muitas das emoções que suprime.

FONTE:http://www.marisapsicologa.com.br/inibicao.html

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Inibição ou timidez?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Inibição ou timidez?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Inibição ou timidez?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.

Entenda o caso: mulher flagrada com mendigo

A notícia do envolvimento de uma mulher com um morador de rua trouxe muita repercussão na mídia. A mulher foi extremamente exposta e o morador de rua infelizmente teve "dias de glória". Mas o que pode explicar esse surto que a mulher teve? Neste vídeo, a Dra. Cristiane Schumann levanta algumas hipóteses e explica o que é transtorno bipolar do humor com sintomas psicóticos, em estado hipomaníaco. Lembrando que o mais importante é que saúde mental da mulher seja reabilitada e as pessoas esqueçam rápido o que aconteceu e a ajude nesse processo de recuperação.
Leia mais

Perigo! Exercícios em excesso

Neste vídeo, a Dra Cristiane Schumann fala sobre vigorexia. Um transtorno onde já uma distorção da imagem corporal e a pessoa tende a se ver menos “forte” do que ela realmente é. Com isto, há uma necessidade constante por musculação, atividade física em busca de um corpo muscularmente perfeito.
Leia mais

A importância de dizer ‘não’

Você é o amigo bonzinho que diz sim pra todo mundo? Muitas pessoas apresentam essa dificuldade de dizer não e isso pode atrapalhar nossa vida de várias maneiras. Nesse vídeo eu vou te mostrar a a importância de dizer não e te ajudar a falar sim pra você mesmo!
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This