Compulsão-alimentar-na-infância-casule

Compulsão alimentar na infância

Atualizado em 23/09/2017
Por Redatora Casule

Compulsão alimentar na infância

Atualizado em 23/09/2017
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Compulsão alimentar na infância

A compulsão alimentar, do inglês binge eating, caracteriza-se por um consumo alimentar maior que o normal em um curto período de tempo, com sensação de descontrole. Na compulsão alimentar, não ocorre mecanismos compensatórios, o que significa que a pessoa ingere grande quantidade de comida e mesmo assim não tenta compensar essa ingestão com vômitos, dietas restritivas ou excesso de atividade física como acontece em outros casos.

Por ser um dos grandes fatores de risco para a saúde fisiológica e psíquica, a compulsão alimentar deve ser melhor estudada, principalmente em crianças e adolescentes.

Na maioria das vezes é difícil para os pais perceberem precocemente esta condição, pois uma vez que as crianças estão se alimentando, não são motivo de preocupação. Porém, o problema em geral só é reconhecido de fato quando o pediatra, o nutricionista, familiares ou em alguns casos os próprios pais, percebem alguma dificuldade na criança.

Além disso, diversos problemas de saúde podem surgir, como por exemplo, dificuldade nos movimentos, simples cansaço, baixa agilidade aos esportes, exclusão e “piadas” por parte dos colegas de turma, isolamento social, pressão alta, elevação nos níveis de colesterol e glicemia, apneia do sono, problemas gastrointestinais, baixa autoestima e pressão social. Vale ressaltar ainda, que pais que utilizam o alimento como forma de recompensa ou criticam constantemente o corpo de seus filhos, são comportamentos que podem levar à compulsão alimentar.

terapia-online-casule-banner

Para que seja feito o diagnóstico de compulsão alimentar é necessário o exame físico, testes laboratoriais, exame psicológico, dentre outros específicos, caso seja necessário. Uma vez diagnosticado, os objetivos são: reduzir os episódios de compulsão, identificar e trabalhar os aspectos emocionais que tenham desencadeado o problema, reduzir peso (se necessário), estabelecer um plano de alimentação saudável e atividade física.

É muito importante a atuação de uma equipe multidisciplinar (pediatra, nutricionista e psicólogo) no processo de recuperação da criança ou do adolescente com compulsão alimentar. A Psicologia trabalha com as dificuldades emocionais frente à condição existente, e a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é uma intervenção psicoterápica considerada eficaz para esses casos.

Além de técnicas cognitivas, a TCC também utiliza de técnicas comportamentais para ajudar na modificação dos hábitos alimentares como a auto monitoração, técnicas para controle de estímulos associado às situações que favorecem a recorrência da compulsão e o treinamento em resolução de problemas, ajudando o paciente a desenvolver estratégias alternativas para enfrentar suas dificuldades sem recorrer à alimentação inadequada e também estratégias para prevenção de recaídas.

É importante ressaltar ainda, que o envolvimento da família é fundamental, já que os pais e/ou responsáveis precisam ser informados e auxiliados no manejo deste problema. Por isso, fiquem atentos e procurem ajuda se observar em seus filhos o consumo alimentar exagerado relacionado à ansiedade, obesidade na fase inicial da infância, envolvimento precoce em programas de dietas, preocupação excessiva com as calorias dos alimentos, demasiada preocupação com a imagem corporal e baixa autoestima.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Compulsão alimentar na infância

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Compulsão alimentar na infância, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Compulsão alimentar na infância.

0 comentários

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.
5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This