Compreendendo o Transtorno do Espectro Autista

Compreendendo o Transtorno do Espectro Autista…


Atualizado em 16/04/2018
Por Redatora Casule

Compreendendo o Transtorno do Espectro Autista…


Atualizado em 16/04/2018
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Compreendendo o Transtorno do Espectro Autista…


O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 18 de Dezembro de 2007, e passou a ser comemorado no dia 2 de Abril.
         A celebração deste dia tem como objetivo derrubar preconceitos e ajudar a conscientizar a população. É um transtorno que afeta milhões de pessoas em todo o mundo e causam problemas no desenvolvimento da linguagem, processos de comunicação, interação e comportamento social.     
         Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo possuem autismo. Com relação ao Brasil, esse número passa para 2 milhões, atingindo ambos os sexos, porém o número de casos é de 4 a 5 vezes maior no sexo masculino.         
         É um transtorno que pode ser trabalhado para que, assim, o paciente possa se adequar ao convívio social e às atividades acadêmicas da melhor maneira possível. E quanto antes o Autismo for diagnosticado, melhor, pois o transtorno não atinge apenas a saúde do indivíduo, mas também de seus cuidadores.
         Geralmente, crianças pequenas, entre 2 e 3 meses já observam os rostos próximos, voltam-se para vozes e sorriem, porém, essas ações normalmente não acontecem com uma criança autista. Por volta dos 8 meses, essas crianças começam a apresentar alguns sintomas como falta de interesse com pessoas ao seu redor e falta de resposta quando solicitadas. 
         Muitas crianças autistas possuem dificuldade em participar de brincadeiras que envolvam grupos e geralmente tendem a não falar e também não aprendem a se comunicar com gestos. Outras, por sua vez, possuem atrasos de linguagem e começam a falar apenas alguns anos depois do que seria o “normal”. Em outros casos, quando a linguagem começa a se desenvolver, a criança autista pode ter dificuldade em combinar palavras e frases ou ainda, repetir a mesma frase várias vezes.
         Comportamentos repetitivos ou tendência a se envolver em apenas algumas atividades são outros sinais característicos. Dentre estes comportamentos, encontram-se ações como repetir sons e palavras, bater as mãos, balançar o corpo, e reorganizar objetos. Como é um transtorno que afeta a linguagem e a interação social, a criança que o possui precisa ser avaliada por um grupo de profissionais, sejam eles pediatras, fonoaudiólogos, psicólogos, professores, pais e/ou cuidadores.
         De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), de 2013, os critérios são:

  • Inabilidade persistente na comunicação e interação social que se manifesta através de 3 características:
  • Déficit na reciprocidade socioemocional;
  • Déficit no comportamento não verbal para a interação social;
  • Déficit no processo de desenvolver e manter um relacionamento.
  • Padrões restritos e repetitivos no comportamento e que são manifestados por, pelo menos, 2 destes itens:
  • Fala, movimentos motores ou uso de objetos de maneira repetitiva;
  • Adesão excessiva a rotinas, rituais verbais ou não-verbais ou excessiva relutância à mudanças;
  • Interesses fixos e altamente restritos que acabam sendo anormais para quem vê de fora;
  • Hiper ou hipo-reatividade à percepção sensorial de estímulos ou interesse excessivo para estímulos senso-perceptivos.

Os sintomas do transtorno se apresentam de um jeito muito particular. Eles variam intensamente quanto ao grau de comprometimento, associação ou não com deficiência intelectual e com presença ou não de fala.
         Alguns profissionais indicam o uso de determinados medicamentos para que os sinais do transtorno sejam amenizados, como ansiedade, impulsividade, irritabilidade, alterações de humor, etc..
         Existem casos que possuem um nível satisfatório de recuperação. Crianças e adultos autistas podem fazer contato visual com outras pessoas, além de demonstrarem afeto ao sorrir e expressar diversas outras emoções. Como os pais normalmente se dedicam intensamente a seus filhos autistas, muitas vezes se sentem consumidos pelo fato de não poder ajudá-los conforme gostariam. Portanto, o acompanhamento psicológico para a família pode ser significativo na diminuição da ansiedade e estresse.          
         A maneira de prevenir é trabalhar as dificuldades presentes, fazendo com que as crianças melhorem a sua linguagem e suas habilidades sociais!

Particularidades

  • Podem se destacar em habilidades visuais, música, arte e matemática;
  • São muito atentos aos detalhes;
  • Geralmente possuem capacidade de memória muito acima da média;
  • Informações e rotinas uma vez aprendidas costumam ser arquivadas;
  • São funcionários leais e de confiança.


Para pais e cuidadores

terapia-online-casule-banner

Equipe multidisciplinar – Cuidar de uma criança autista pode ser, na maioria das vezes, exaustivo não só fisicamente. Por isso, uma equipe multidisciplinar em constante contato com a criança precisa ser de confiança.

Famílias com crianças autistas – Às vezes procurar ajuda com outras famílias que também enfrentam os mesmos desafios pode ser eficiente.

Saiba mais sobre o transtorno – É sempre bom se informar sobre a questão para que você possa ajudar o seu filho da melhor maneira possível.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Compreendendo o Transtorno do Espectro Autista…


Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Compreendendo o Transtorno do Espectro Autista…
, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Compreendendo o Transtorno do Espectro Autista…
.

0 comentários

5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

Entenda o caso: mulher flagrada com mendigo

A notícia do envolvimento de uma mulher com um morador de rua trouxe muita repercussão na mídia. A mulher foi extremamente exposta e o morador de rua infelizmente teve "dias de glória". Mas o que pode explicar esse surto que a mulher teve? Neste vídeo, a Dra. Cristiane Schumann levanta algumas hipóteses e explica o que é transtorno bipolar do humor com sintomas psicóticos, em estado hipomaníaco. Lembrando que o mais importante é que saúde mental da mulher seja reabilitada e as pessoas esqueçam rápido o que aconteceu e a ajude nesse processo de recuperação.
Leia mais

Perigo! Exercícios em excesso

Neste vídeo, a Dra Cristiane Schumann fala sobre vigorexia. Um transtorno onde já uma distorção da imagem corporal e a pessoa tende a se ver menos “forte” do que ela realmente é. Com isto, há uma necessidade constante por musculação, atividade física em busca de um corpo muscularmente perfeito.
Leia mais

A importância de dizer ‘não’

Você é o amigo bonzinho que diz sim pra todo mundo? Muitas pessoas apresentam essa dificuldade de dizer não e isso pode atrapalhar nossa vida de várias maneiras. Nesse vídeo eu vou te mostrar a a importância de dizer não e te ajudar a falar sim pra você mesmo!
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This