Como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar?

Como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar?

Atualizado em 19/02/2020
Por Redatora Casule

Como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar?

Atualizado em 19/02/2020
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar?

A terapia cognitivo-comportamental é um modelo clínico da psicologia com base na visão cognitivista de funcionamento mental. O movimento cognitivista apresenta o processamento de informação como base do nosso entendimento sobre o mundo e condicionante de nossas respostas emocionais e comportamentais.

 Dessa forma, tal abordagem psicoterapêutica entende que a forma como organizamos informações sobre nós mesmos, sobre o mundo físico e social, sobre as relações e sobre o futuro passam a funcionar como um mapa, guiando as interpretações, automáticas ou deliberativas, e a partir delas criamos padrões emocionais e comportamentais. A formação cognitiva citada ocorre como forma de interação com o mundo, bem como adaptação e adequação ao contexto. Quando há distorções nessas percepções, prejuízos e sofrimentos podem ocorrer, alterando a condição psicológica. 

terapia-online-casule-banner

A terapia cognitivo-comportamental busca entender o mapeamento cognitivo, os significados atribuídos aos eventos e pessoas (o que chamamos de crenças) e os impactos gerados na forma de resposta dentro dos contextos. Ela propõe alterações dos esquemas já montados, a fim de alterá-los a partir de reavaliações das evidências e informações registradas. Novas crenças permitem novas interpretações e interações diferentes com o evento, e através da flexibilidade desenvolvida, novas formas de reações diante de algumas situações. 

Além disso, o desenvolvimento de algumas habilidades pode potencializar o processo de mudança, aumentando as possibilidades de ação e explorando capacidades cognitivas limitadas por determinada condição psicológica, como por exemplo as habilidades sociais, resolução de problemas, regulação emocional, etc. Sendo assim, não apenas a mudança dos esquemas cognitivos automatizados são foco das intervenções, mas também o desenvolvimento de funções que podem fortalecer novos comportamentos. 

De forma geral, a terapia cognitivo-comportamental trabalha com a reestruturação dos esquemas de crenças, que nos permitem entender os eventos, com o desenvolvimento de habilidades importantes e a forma de entender e regular os estados emocionais. Assim, colabora com a capacidade de autopercepção e desenvolvimento constante para melhor lidar com determinados contextos, sejam eles internos ou externos.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar?.

0 comentários

5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This