Amor Patológico.
7 de junho de 2016
Bipolaridade ou oscilação de humor?
9 de junho de 2016

A ansiedade é uma doença moderna que pode impactar todas as áreas da nossa vida. Dentre elas, os relacionamentos e a vida sexual são enormemente influenciadas por quadros de ansiedade, aflição e angústia generalizada.

Entenda a relação entre ansiedade e a nossa vida sexual

A vida sexual é um dos mais importantes setores de nossa vida. É por meio do sexo que nós nos relacionamentos amorosamente com outras pessoas, recebemos e damos prazer e criamos vínculos. No entanto, para conseguirmos ter uma vida sexual saudável e satisfatória, é necessário que o nosso cérebro consiga captar corretamente os sinais relacionados ao envolvimento erótico. E a ansiedade é capaz de alterar essa captação, gerando problemas sexuais.

Disfunções sexuais decorrentes de quadros de ansiedade

Existem dois tipos de disfunções sexuais que ocorrem como consequência da ansiedade: as disfunções comportamentais e as disfunções fisiológicas. Entre as comportamentais podemos citar pessoas que se tornam mais agressivas na cama, as ficam muito tensas e as que usam o sexo como válvula de escape, de forma compulsória. Entre as fisiológicas, as mais comuns são a frigidez psicológica e dores durante o ato sexual para as mulheres e a ejaculação precoce e a disfunção erétil para os homens. Em ambos os gêneros a ansiedade pode também provocar disfunções do orgasmo.

Diagnóstico e tratamento de problemas sexuais

O primeiro passo para considerar um problema sexual como de origem psicológica é descartar quaisquer outras síndromes e distúrbios de caráter físico. Para isso, é necessário procurar um médico especializado em andrologia e/ou um ginecologista para afastar suspeitas relacionadas à saúde. Exames de sangue para dosagem de hormônios também são importantes para um check up completo.

Uma vez que não foi encontrado nenhum problema médico, a orientação é que o paciente busque o suporte de um psicólogo. A psicoterapia é a melhor ferramenta para diagnosticar e tratar quadros de ansiedade.
Segundo uma pesquisa* feita com um grupo de mulheres com queixa de falta de desejo, 44% das pacientes apresentaram melhoras imediatas na satisfação sexual após apenas 10 sessões de terapia cognitivo-comportamentais, além de melhoras nos sintomas de depressão e ansiedade.

Precisamos lembra também que problemas sexuais podem estar relacionados a outras questões, como problemas conjugais, autoestima e ansiedade relacionada ao desempenho sexual e, por isso, é de extrema importância a consulta com um profissional qualificado que possa identificar os pontos a serem trabalhados

FONTE:www.psicologoeterapia.com.br/ansiedade/ansiedade-pode-ser-a-causa-de-alguns-problemas-sexuais/

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta