fbpx
A chegada de um novo irmão -psicologia-casule

A chegada de um novo irmão, o que fazer?

Atualizado em 17/04/2018
Por Cristiane Schumann

A chegada de um novo irmão, o que fazer?

Atualizado em 17/04/2018
Por Cristiane Schumann
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A chegada de um novo irmão, o que fazer?

A chegada de um novo irmão- o que fazer para que essa fase não se torne ruim para o outro filho e o que pode ser feito para minimizar os ciúmes?

Antes de falarmos sobre um bebê que já está a caminho, o que algumas mães sempre questionam é qual seria o momento ideal para se ter o segundo filho? É importante termos consciência de que não existe momento perfeito. Se fosse simplesmente uma questão de escolha, o ideal é que o mais velho já tivesse pelos menos 2 anos (idade em que oficialmente termina a fase de “bebê”) mas não tão mais velho a ponto de ele já estar extremamente acostumado a ter suas próprias coisas, a não precisar dividir nada, a ter a atenção plena dos pais e dos avós, etc.

Cris, e quando já há um novo bebê a caminho (ou muito em breve haverá) o que posso fazer para preparar meu filho mais velho? Costumo responder a esta pergunta, questionando se foram as aulas do “curso de gestante” ou a leitura de livros de desenvolvimento infantil que a prepararam para ser mãe… logicamente, a resposta é não! Assim como as leituras e palestras não são exclusivamente o que nos preparam para ter um filho, não há uma “fórmula” para preparar o irmão mais velho para a chegada de mais um membro da família, porém, a leitura de textos técnicos, a experiência de outros pais e o conhecimento dos comportamentos e reações do próprio filho, podem ajudar bastante a ensiná-lo a lidar melhor com a chegada do irmão.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

O que pode ser feito antes do bebê nascer?

  • Inicie os processos de transições (tirar chupeta ou fralda, mudar berço por cama, entrada na escola) antes do irmão chegar para diminuir o impacto de cada mudança;
  • conte sobre a chegada do irmão de uma forma bem lúdica e divertida;
  • Peça auxílio para ajudar os pais a definirem o nome do bebê que está a caminho
  • Deixe-o escolher uma peça de roupa para presentear o irmãozinho;
  • Explique ao filho sobre as mudanças que estão por vir, mas não só nas ruins (como divisões e possível ausência dos pais), nas boas também (companheiro, casa “mais alegre”, família maior, novos programas juntos, o fato dele ser o irmão mais velho, etc.;
  • Incentive-o a falar dos seus medos e tirar as possíveis dúvidas com relação a chegada do bebê;
  • Providencie um presente como se fosse o mais novo trazendo para o mais velho;
  • É bom momento para modificar o quarto do mais velho, de repente redecorando o quarto usando um personagem que ele adora;
  • Incentive o “senso de reponsabilidade” do mais velho… no caso de pais que pretendem batizar o bebê, pode-se por exemplo, convidar o irmão mais velho para ser um padrinho (mesmo que seja “padrinho de toalha”) do bebê;

O que pode ser feito após o nascimento do bebê:

  • Deixe o mais velho se expressar, especialmente se for se uma forma funcional e assertiva (através da fala por exemplo);
  • Insira o filho mais velho no cuidado com o pequeno (pegar toalha na hora do banho, ajudar a calçar o sapatinho, escolher a roupinha que ele vestirá, etc.);
  • Mostre a ele fotos de quando ele era pequeno, demonstrando o cuidado que recebia e/ou as artes que ele fazia enquanto era bebê;
  • Ressalte o quanto você é feliz por ter um “mocinho” como ele, diga o que você mais gosta nele, do que gosta que façam juntos, etc.;
  • Em caso de ciúmes estabelecido, use de empatia e compreensão… todos nós temos uma certa dificuldade em lidar com mudanças (por melhor que ela sejam) e é quase instintivo sentirmos ciúmes quando precisamos dividir a atenção e o espaço com outra pessoa;
  • Explique que por anos, toda a atenção e carinho foi exclusivo para ele e que o irmão não terá esse “privilégio”;
  • Ressalte os benefícios de ser irmão mais velho (já teve x festas de aniversário a mais que o irmão, ele tem autonomia para brincar, pode comer mais coisas “gostosas”, pode ir virado para frente na cadeirinha do carro;
  • Incentive o carinho entre irmãos;
  • Cuidado com a intensidade, frequência e rigor nas punições… o bebê, por mais que chore ou faça sujeiras, nunca é punido… isso pode causar um sentimento de injustiça;
  • Prepare momentos a sós com o mais velho (é importante que esta não seja incumbência só do pais, pois pode reforçar a ideia de que ele perdeu a mãe para o caçula);
  • Reforce o quanto você é grata por possíveis ajudas com o bebê “você é meu melhor ajudante”
  • Busque orientação profissional (pediatra, psicólogo) caso identifique alguma reação extrema e/ou excessiva.

Geralmente os primeiros meses de vida são os mais complicados para o irmão mais velho, que com o tempo, começará a se acostumar com as divisões que terá que fazer, já estará se divertindo com as interações promovidas pelo bebê, já estará mais maduro para lidar com seus sentimentos, já terá passado a fase mais “pesada” de atenção e cuidado com o mais novo, etc.…, portanto, paciência! A fase de adaptação de todos vocês vai passar e no futuro, um irmão, um companheiro, terá sido o melhor presente que você poderia ter dado um ao outro.

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert
Casule Play

A chegada de um novo irmão, o que fazer?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre A chegada de um novo irmão, o que fazer?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Cristiane Schumann, aqui no Blog.
Doutora e Mestre em Saúde, Especialista em Terapia Cognitivo-comportamental, Especialista em Políticas e Pesquisas em Saúde Coletiva. Atende: Adolescentes, Adultos, Idosos, Casais, Famílias e Grávidas. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: A chegada de um novo irmão, o que fazer?.


0 comentários

quero-emagrecer-por-onde-começo
Quero emagrecer, por onde começo?

Quero emagrecer, por onde começo?

Chás emagrecedores, dietas milagrosas, produtos caríssimos: quem de nós nunca recorreu a estes artifícios para emagrecer? No vídeo de hoje a nutricionista Isa Polastri traz três dicas de como iniciar e se manter nesse processo de maneira efetiva, com passos simples, leves e seguros.
Saúde-mental-e-as-redes-sociais
Saúde mental e as redes sociais

Saúde mental e as redes sociais

Existem muitas pesquisas que relacionam problemas de saúde mental, principalmente depressão e ansiedade, com o uso excessivo das redes sociais. E não é pra menos que este assunto se tornou corriqueiro nas rodas de conversa. Mas o que acontece para que um número...

treine sua assertividade
Treine sua assertividade

Treine sua assertividade

Muito se fala sobre os tipos de comportamentos e a importância dos modelos de comunicação, sejam eles passivo, assertivo ou agressivo, mas você já parou para pensar como você costuma se posicionar?
Por-que-alguns-casais-se-recuperam-de-uma-traição-e-outros,-não
Por que alguns casais se recuperam de uma traição e outros não?

Por que alguns casais se recuperam de uma traição e outros não?

Descobrir que os votos de fidelidade foram quebrados causa muita dor. Esse sentimento é forte porque a relação amorosa é uma das mais íntimas que estabelecemos e isso faz com que tudo o que é vivenciado nela seja muito intenso. A infidelidade é ser traído naquilo que é mais íntimo e que gera tanta expectativa, ao mesmo tempo em que começamos a nos questionar aonde nós falhamos e se fomos incompetentes em cuidar da relação.
Você-sabe-o-que-é-consciência-emocional
Você sabe o que é consciência emocional?

Você sabe o que é consciência emocional?

Estamos o tempo todo prestando atenção nos sinais que o nosso corpo manda. É febre, dor de cabeça, prisão de ventre... A consciência emocional é quando agimos assim com as nossas emoções. É prestar atenção no que estamos sentindo, reconhecendo e dando nome às emoções que se manifestam com mais intensidade quando passamos por determinadas situações.

Como identificar que seu filho precisa de psicoterapia?

A infância é uma fase marcada por transformações e crescimentos, tanto no âmbito físico quanto no emocional. É uma fase do desenvolvimento e maturação neurocognitiva de grande importância. A família precisa estar atenta as respostas comportamentais e emocionais. Os motivos para buscar a Psicoterapia na infância são diversos. A psicoterapia infantil é um caminho para ajudar a criança a lidar com essas questões. Estimular para que aprendam a lidar de forma funcional com o conjunto de emoções, pensamentos e comportamentos desencadeados nas mais diversas situações.
Leia mais
Como-identificar-que-seu-filho-precisa-de-psicoterapia

Alimentação pode minimizar os sintomas da menopausa

A menopausa é uma fase da vida das mulheres que pode trazer sintomas como ondas de calor, irritabilidade, ganho de peso, depressão, entre outros. A alimentação se torna importante no manejo destes sintomas e pode promover um bem-estar geral para as mulheres.
Leia mais
alimentação-pode-minimizar-os-sintomas-da-menopausa

Como lidar com a necessidade de controle?

A necessidade de controle é um mecanismo de enfrentamento utilizado por muitas pessoas que, normalmente,são perfeccionistas, inflexíveis, rígidas. O objetivo principal desse mecanismo é obter segurança e não se sentir vulnerável com os imprevistos.
Leia mais

Como resolver sua autoestima?

Nesse vídeo vou te fornecer um instrumento que vai te ajudar a solucionar seus problemas com a sua autoestima. Tá achando que é milagre? Não! O resultado vai depender das suas atitudes, porém será satisfatório.
Leia mais
Como-resolver-sua-autoestima

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Leia mais

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Leia mais

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Leia mais
Como reduzir a celulite

Dicas para melhorar a sua Autoestima

Autoestima é uma auto avaliação positiva ou negativa, envolvendo o sentimento acerca de si próprio (como eu me sinto) e o autojulgamento a partir do que a sociedade impõe (como ''devo'' me sentir).
Leia mais
Dicas para melhorar a sua Autoestima

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?
Leia mais
Você-pensa-sobre-seus-medos
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This