Recentemente temos acompanhado nas redes sociais muitos famosos humoristas religiosos declarando ter depressão. Muitas vezes nos perguntamos como isso é possível, aquela pessoa que sorri vai a festas tem uma vida de trabalho normal e ter depressão. isso acontece porque estamos acostumados a pensar no depressivo como sendo aquela pessoa que não sai do quarto, não toma banho e/ou não faz as atividades normais do dia. 

         O que muitos de nós não sabemos, é que algumas pessoas sofrem de um tipo de depressão mais leve porém contínua, chamada distimia. Neste diagnóstico as pessoas mantêm uma alta funcionalidade, o padrão de trabalho de vida, aparentemente aparecem felizes nas redes sociais, o que as pessoas no entorno não percebem é que por trás dessa máscara de felicidade tem uma pessoa sofrendo com depressão. 

           Apesar de ter uma vida aparentemente normal uma pessoa com este diagnóstico pode apresentar as seguintes características:

Participe e aprenda mais sobre bem-estarPowered by Rock Convert
  • Excessiva autocrítica:

uma característica que comumente encontramos em pessoas em quadro depressivo é autocrítica. É comum que pessoas com depressão tenham facilidade para criticar a si mesmo devido ao fato de serem perfeccionistas, terem dificuldade de aceitar que podem ter dúvidas ou até mesmo fracassar. Por vezes essas pessoas começam a generalizar e entender a sua vida como sendo cheia de derrotas e vazios, o que faz com que aumente o seu sofrimento. 

  • Pequenos problemas podem ganhar grandes proporções

Estamos sujeitos a pequenos imprevistos no nosso dia a dia, isso é normal e esperado. Porém, o simples fato do parceiro(a) ter esquecido de algo que foi combinado, um amigo ter desmarcado um compromisso ou um dia de trânsito mais intenso – por exemplo – podem ser vistos pelo depressivo como algo muito pior do que de fato é, gerando estresse, sentimento de culpa e tristeza. 

  • Sentir alegria ou planejar o futuro se torna muito difícil

Pessoas com quadros depressivos tem dificuldade de sentir emoções positivas, ainda que consigam expressá-las. Como a forma de enfrentamento que elas estabelecem, geralmente, gera a necessidade de aparentar ter uma vida feliz e “normal”, o esgotamento físico e mental se torna imenso. 

    Nos dias atuais, somos cobrados de conseguir executar uma quantidade de tarefas cada vez maior. Este tipo de imposição que sofremos pode gerar estresse e frustração quando não conseguimos executá-las. Mas se soubermos que não precisamos dar conta de tudo e podemos ter situações de fracasso em nossas vidas sem que modifique quem realmente somos, isso pode nos ajudar a enfrentar os desafios do dia a dia.

Share This