Você já ouviu falar em neuropsicologia

Você já ouviu falar em neuropsicologia?

Atualizado em 09/07/2021
Por Mariana Wierman

Você já ouviu falar em neuropsicologia?

Atualizado em 09/07/2021
Por Mariana Wierman
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você já ouviu falar em neuropsicologia?

Aperte o play para escutar este conteúdo.

A neuropsicologia é uma ciência recente. A década de 90 foi marcada como a década do cérebro, pois houve um grande avanço na compreensão dos mecanismos biológicos cerebrais subjacentes às funções mentais.

A neurociência ganhou força, e conseguiu cada vez mais espaço e atenção. O desenvolvimento no campo da biologia molecular, da genética e as tecnologias de imageamento e mapeamento cerebral permitem muitas descobertas na fisiologia neuronal bem como fazer uma correlação entre esta e os diversos fenômenos observáveis do comportamento humano.

No século XX já era inegável as ligações entre o sistema nervoso central e os fenômenos mentais. Na primeira metade do século XX, cientistas juntaram evidências a respeito da influência que o modo de perceber uma situação exercia sobre o comportamento, e constataram que a aprendizagem, por exemplo, não era tão simples como acreditavam os behavioristas.

Avançando para a década de 80, psicólogos cognitivos juntamente com neurocientistas, cientistas da computação e filósofos, desenvolveram teorias com comprovação empírica mostrando que mente e cérebro estão integrados.

E na década de 90, já destacado anteriormente como a década do cérebro, surgiu, então, o campo da neurociência cognitiva, partindo da crença de que o cérebro possibilita a mente e permite atividades cognitivas como o pensamento, a linguagem e a memória.

Afinal, em que consiste a neuropsicologia?

A neuropsicologia constitui-se como uma ciência interdisciplinar dentro das neurociências. Surgiu, principalmente, da observação de alterações em processos psicológicos após lesões cerebrais locais. Teve grande contribuição de Broca e Wernicke, neurologistas que estudaram pacientes afásicos e tiveram seus nomes vinculados a áreas cerebrais.

Atualmente, para além da localização de funções no cérrebro, a neuropsicologia busca compreender a relação cérebro-cognição-comportamento. A neuropsicologia cognitiva colabora para a compreensão da mente humana e como esta se organiza e funciona.

terapia-online-casule-banner

Na psicologia, esse conhecimento contribui em diversas vertentes. Na avaliação neuropsicológica, por exemplo, permite identificar mais precisamente as habilidades desenvolvidas e aspectos mais deficitários a nível das funções cognitivas, contribuindo para um tratamento mais compatível com as necessidades de cada pessoa, inclusive para nortear as diversas especialidades, visto que muitos tratamentos necessitam de intervenção multidisciplinar (neurologista, psicólogo, fonoaudiólogo, pedagogo, etc.). 

As demandas para esse tipo de avaliação estão ligadas a alterações cognitivas e/ou comportamentais, em qualquer faixa etária. Normalmente as demandas infantis vem de dificuldades de aprendizagem e comportamentais. Os adultos muitas vezes são encaminhados para avaliação a fim de identificar comprometimentos decorrentes de AVC, traumatismo cranioencefálico. E nos idosos geralmente para ajudar na identificação ou acompanhar evolução de processos degenerativos do cérebro, como as demências.

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube.

Referência Bibliográfica

Malloy-Diniz, L.F & cols. (2016). Neuropsicologia: aplicações clínicas. Porto Alegre: Artmed.

Seabra, A.G. & Dias, N.M. (2013). Avaliação Neuropsicológica Cognitiva: Linguagem Oral. Vol.2. São Paulo: MEMNON Edições Científicas.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Você já ouviu falar em neuropsicologia?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Você já ouviu falar em neuropsicologia?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Mariana Wierman, aqui no Blog.
Psicóloga formada pela UFJF, especialista em Terapia cognitivo-comportamental. Experiência na área de projetos sociais, incluindo crianças e adolescentes típicos e atípicos, e pós-graduanda em Neuropsicologia. Atendo crianças e adolescentes e sou apaixonada pelo que faço. É uma realização ver cada paciente e seu núcleo familiar bem, fortalecido, feliz! Adoro estar com minha família. Nas horas vagas gosto de estudar, fazer trabalho voluntário e assistir TV. Meu lugar preferido é perto do mar.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Você já ouviu falar em neuropsicologia?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meu medo me faz fugir
Meu medo me faz fugir

Meu medo me faz fugir

Evitar se expor a situações que causam medo e ansiedade é algo extremamente normal. Porém, quando a "evitação" e a fuga se tornam um repertório comum para várias situações... é importante ligar o sinal de alerta.

Controlando sua Ansiedade

Ansiedade é uma reação emocional desencadeada pela percepção de uma ameaça – real ou imaginária. Nosso corpo pode responder a esse estado de diversas maneiras e cada uma delas é única e exclusiva de cada pessoa!
Leia mais
Controlando sua Ansiedade

Saiba quais alimentos evitam a acne

Certos hábitos alimentares inadequados quando associados a outros fatores, podem provocar um aumento da oleosidade da pele que desencadeiam processos inflamatórios.
Leia mais
alimentos-que-evitam-a-acne-BLOG

Dicas para uma vida mais leve

Diferente do que muitos acreditam, ter uma vida leve não significa não ter problemas ou adversidades, mas sim, aceitar que vão haver obstáculos no meio do caminho e tentar lidar com eles dá melhor forma possível. Confira algumas dicas para levar uma vida mais leve nesse texto.
Leia mais
dicas para uma vida mais leve

5 dicas para manter uma boa saúde mental

Diante de um cenário cada vez mais competitivo, manter uma boa saúde mental no dia a dia do trabalho não é fácil, o estresse, o esgotamento mental e a pressão psicológica podem trazer várias consequências ruim para sua saúde mental e física. Neste vídeo vamos aprender 5 dicas fáceis de como aliviar o estresse do dia a dia e manter uma boa saúde mental diante da pressão do trabalho.
Leia mais

A ruminação mental é prejudicial?

Na psicologia, chamamos de ruminação o ato de ficar revivendo mentalmente pensamentos negativos de maneira recorrente. Esse comportamento está presente em todos nós, afinal, em alguns momentos precisamos pensar muito sobre um determinado assunto, problema ou situação para resolvê-lo, fazendo com que o ato de ruminar não seja prejudicial. No entanto, em alguns casos ele merece atenção, pois pode se tornar disfuncional, prejudicial e ter prevalência.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This