fbpx
Terapia online funciona?

Terapia online funciona mesmo?

Atualizado em 11/10/2019
Por Suelen Tebaldi

Terapia online funciona mesmo?

Atualizado em 11/10/2019
Por Suelen Tebaldi
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Terapia online funciona mesmo?

Powered by Rock Convert

Ser bons pais e mães, dar atenção ao companheiro ou companheira e buscar realização profissional são tarefas que tomam tanto tempo que não é raro você se ver sem uma brecha na agenda para cuidar da sua saúde emocional e resolver aquelas questões que rondam a sua cabeça e que, muitas vezes, parecem sem solução.

Para quem convive com essa realidade, o atendimento psicológico online pode ser uma excelente solução, já que permite que você tenha acesso a profissionais altamente capacitados sem precisar mudar toda a sua rotina ou pagar uma fortuna por isso.

Com o atendimento psicológico online, tudo o que você precisa é de um computador com conexão à internet e um espaço reservado, seja na sua casa ou escritório, para garantir a privacidade durante a consulta.

Como não há barreiras geográficas você não precisa necessariamente se consultar com o profissional que está mais perto da sua residência ou trabalho e fica mais fácil encontrar aquele que atenda aos seus anseios.

Você pode selecionar os psicólogos levando em consideração uma série de fatores importantes, como sua linha de atuação, qualificações profissionais e horários disponíveis. Isso permite que você escolha o profissional mais adequado às suas necessidades e não simplesmente o que está mais perto do seu trabalho e tinha um horário disponível.

O atendimento psicoterapêutico mediado pela internet é um processo desafiador e vem atrelado a uma necessidade real da sociedade. É uma possibilidade de escuta e trabalho terapêutico que vem demonstrando tanta eficácia quanto o modelo convencional (presencial).

A história da terapia online

A comunicação à distância entre um terapeuta e um cliente começou com Sigmund Freud, que utilizou extensivamente cartas para se comunicar com seus clientes. Grupos de auto-ajuda começaram a surgir na Internet já em 1982. Hoje, existem inúmeros sites que oferecem conteúdos e informações sobre saúde mental.

Os primeiros relatos de atendimento por meios digitais no Brasil datam da década de 90 e eram realizados através de troca de e-mails. Também há registros de atendimentos nessa mesma época, realizados por ligação telefônica para pacientes em viagem ou acamados. Entende-se por atendimento remoto qualquer atendimento que não tenha a presença do corpo físico. Pode ser e-mail, chat, telefone, áudio ou vídeo. O atendimento que melhor se aproxima em termos de qualidade e resultado é o de vídeo, onde é possível ter acesso ao maior número de informações sensoriais possível como a visão e audição. Além disso, mesmo havendo uma tela entre psicólogo e paciente, o vídeo permite aos dois lados que haja uma percepção de movimentos, angústias, sensações e emoções.

A terapia virtual chega ao Brasil depois de ser regulamentada em diversos países, como Canadá, Austrália e Reino Unido. Os primeiros estudos sobre atendimento online no Brasil ocorrem no início do ano 2000, onde pesquisadores começaram a discutir ações para criação da primeira resolução em 2005. Em 2012, a primeira resolução foi revisada, autorizando um procedimento conhecido como Orientação Psicológica Online, onde os atendimentos possuíam limites de até 20 sessões por paciente. E hoje, desde a publicação da Resolução CFP 011/2018, a terapia online é amplamente aceita e difundida, ficando o profissional livre para oferecer os seus serviços, seja de orientação, psicoterapia, supervisão ou avaliação psicológica e sem limites de atendimento. Em 2012, o total de plataformas cadastradas no site do CFP era de “apenas” 224. Em 2018 saltou para 854. Um aumento de 381%. 

O atendimento online é vedado quando o Conselho entende que o atendimento presencial e o apoio de uma equipe mais completa sejam indispensáveis, como em casos de violência, surtos, catástrofes e acidentes graves. Nessas situações, o psicólogo online deve encaminhar o paciente à uma equipe mais completa.

Motivos para fazer terapia online

1. Uma boa opção para áreas remotas, expatriados e imigrantes

A terapia online oferece acesso a informações sobre saúde mental para pessoas em áreas rurais, remotas e também para brasileiros que residem em outros países. Na maioria dos relatos, expatriados encontram alguma dificuldade de adaptação seja com a cultura ou até mesmo com a língua.

2. Acessibilidade para quem tem limitações físicas

A mobilidade pode ser um grande problema quando se trata de acessar cuidados de saúde mental e psicoterapia. Indivíduos que não podem sair de casa por vários motivos, como doenças físicas ou mentais podem encontrar na terapia online uma alternativa útil aos contextos tradicionais de psicoterapia.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

3. Conveniência 

Terapia online é geralmente bastante acessível e conveniente, uma vez que você tem a possibilidade de conversar com seu psicólogo do conforto da sua própria casa. Na maioria das vezes você pode agendar suas sessões de terapia para os horários mais convenientes para você, como finais de semana, por exemplo.

Além disso, algumas operadoras de saúde já estão oferecendo reembolsos para  terapia online, assim como fazem com as sessões de psicoterapia tradicionais. 

4. Terapia online torna a informação mais acessível

A Internet torna as informações sobre saúde mental mais acessíveis e é comum que as pessoas que optam pelo atendimento psicológico online se surpreendam com a facilidade que têm para falar sobre assuntos que não seriam capazes de abordar em uma consulta presencial.

5. A terapia online também pode ser uma ferramenta educacional

Conversar com um psicólogo online pode ser uma decisão importante para ajudar as pessoas a aprender mais sobre a saúde psicológica. Mesmo que você sinta que seu bem-estar mental é forte, a terapia online pode ajudá-lo a se tornar mais forte psicologicamente. Você pode aprender mais sobre comportamentos de saúde e estratégias de enfrentamento que levarão a uma melhor saúde psicológica.

Cuidados e medidas que garantem uma boa consulta

O profissional: Certifique-se de que ele está registrado no Conselho Federal de Psicologia. Pesquise pelo nome completo ou número no conselho.

O meio: Por segurança, evite locais públicos, como cafés, bibliotecas ou coworkings. Use, se possível, computador ou celular pessoal e, de preferência, fone de ouvido.

A internet: Para evitar que o sinal caia durante a sessão, invista em um provedor de qualidade. Também capriche no antivírus.

O local: No dia e horário marcados, procure um ambiente privado e tranquilo. Evite ser interrompido durante a sessão.

O sigilo: o psicólogo que atende por esta modalidade também está sujeito ao Código de Ética da profissão. Sendo assim, em nenhum momento as informações passadas nas orientações (seja por escrito ou falado) serão passadas a outros.

Fontes:

https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/terapia-online-conheca-os-beneficios-e-com-o-que-se-deve-tomar-cuidado/

https://g1.globo.com/bemestar/noticia/2018/12/17/como-funciona-a-terapia-on-line.ghtml

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert

Terapia online funciona mesmo?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Terapia online funciona mesmo?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Suelen Tebaldi, aqui no Blog.
Psicóloga, terapeuta cognitiva comportamental, apaixonada pela escuta e pelo relacionamento com as pessoas. "Psicóloga da família" desde pequena, vive e ama essa profissão e todos os seus desafios. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Terapia online funciona mesmo?.


0 comentários

A dieta e o dia do lixo

A dieta e o dia do lixo

A expressão “dia do lixo” é muito usada para definir aquele dia em que se pode comer o que quiser, em qualquer quantidade e principalmente optando por comidas muito gostosas, açucaradas, calóricas e gordurosas.
3 dicas para comer menos doce BLOG
3 dicas para comer menos doce

3 dicas para comer menos doce

Você adora um docinho? Coloca açúcar em suas bebidas, enche a despensa de chocolates e biscoitos e não sabe como diminuir o consumo desses alimentos? Assista a este vídeo e veja 3 dicas para comer seu docinho em menor quantidade e com a mesma satisfação.

Como diminuir a procrastinação em 5 passos

Não é porque estamos vivendo o mesmo contexto, de pandemia, que o enxergamos da mesma forma. Dessa forma, atitudes a partir da empatia, da tomada de perspectiva do outro, se fazem extremamente importantes para uma convivência harmoniosa.
Leia mais
Como diminuir a procrastinação em 5 passos

Os Benefícios da Meditação

No dicionário a palavra meditação é definida por: ato ou efeito de meditar, de pensar com grande concentração de espírito. Os exercícios de meditação consistem em técnicas que...

Leia mais
Os Benefícios da Meditação

Será que eu preciso de Terapia?

Você conhece o trabalho psicoterapêutico? Você sabe pra quê, ou por quê, as pessoas fazem Terapia? Qual o momento ideal para procurar um Psicólogo? Nesse vídeo, além de...

Leia mais
Será que eu preciso de Terapia?

Aspectos psicológicos da enxaqueca

Muito provavelmente, você que está lendo este texto já teve algum episódio de cefaleia ou sofre de enxaqueca. A cefaleia significa dor de cabeça, o que é diferente de...

Leia mais
Aspectos psicológicos da enxaqueca

Dicas para lidar com a impulsividade

A impulsividade é um  comportamento realizado diante de um desequilíbrio entre o pensar e agir. Pessoas com essas características agem no imediatismo, sem considerar as...

Leia mais
Dicas para lidar com a impulsividade
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This