Complexo de inferioridade, definição, causas, sintomas, como superar!
26 de maio de 2015
Como vencer o medo de falar em público?
27 de maio de 2015

Psicologia Infantil

Quando levar seu filho a um psicólogo infantil

Muitas vezes não entendemos nossas crianças, mas percebemos claramente que há algo errado com elas. Você pergunta o que ela tem e ela diz que não é nada, olha para baixo, sai correndo ou simplesmente fica olhando para você sem dizer uma só palavra. Isso te apavora, você se sente a pior mãe do mundo, pois afinal de contas você deveria conseguir ajudar seu filho. Mas não é bem assim, criança não vem com manual de instruções e sua forma de comunicar que algo não está bem é muito, muito diferente da forma que os adultos entendem – mesmo porque a maioria das vezes a própria criança não sabe que há algo errado, apenas sente um desconforto que não compreende.

Esse desconforto pode vir do fato de estar sendo agredida por outras crianças na escola, ou a professora a está ignorando na sala de aula, pode haver algum adulto molestando-a, ela pode ser mais sensível e insegura que a maioria e sentir muita falta da mãe mesmo se distanciando por períodos curtos, ela pode estar se sentindo negligenciada em casa mesmo e você não percebe pois a considera tão “boazinha”  e fica feliz por ela brincar horas sozinha. Enfim, a lista das possibilidades do que pode estar acontecendo são enormes.

Quais comportamentos são indicadores na necessidade de terapia infantil (psicologia infantil)

Recusar-se a ir a escola repentinamente

Chorar em demasia

Dificuldade em acompanhar o que dado na escola

Excesso de necessidade de contato com a mãe ou pai

Recusa em estar próximo de uma pessoa específica

Comportamentos agressivos repentinos

Demora em falar ou andar

Xixi na cama

Pesadelos

Pedidos frequentes para dormir com os pais

Como é feita a psicoterapia infantil

Para não ficar matutando meses a fio, deixando o problema piorar é que existe a psicologia infantil onde estudos e técnicas específicas de psicoterapia infantil facilitam que o psicólogo infantil se comunique com a criança e procure entender o que se passa com ela. Inicialmente é feita entrevista com os pais. Depois a criança é convidada participar de “brincadeiras” que na realidade são técnicas próprias para obtenção de informações sobre o estado emocional da criança e intervenção psicológica.

Os pais precisam aprender a psicologia infantil?

Só o que se aplica a seu filho. O universo infantil é extenso e complexo, cada caso é um caso totalmente diferente do outro. O que deu certo com o filho do vizinho não significa que dará com o seu. Os sintomas que o coleguinha apresentou pode ter sido originado por problemas muito diferentes do que o seu filho está passando.

Como a psicologia infantil ajuda a criança

O psicólogo infantil, além de sua vocação para lidar com crianças, é treinado para oferecer um ambiente onde ela se sinta segura. A forma de falar, o tom, as palavras que ele usa são todas muito bem elaboradas para criar um ambiente de acolhimento e confiança. O cuidado deve ser extremo pois as crianças tendem a responder afirmativamente a perguntas dirigidas e passam a incorporar a própria resposta.

Por exemplo, se você perguntar se ele está chorando porque o coleguinha bateu nele será muito provável que ele responda que sim, mesmo que não seja esse o motivo, pois alguma vez algum coleguinha já deu algo parecido com tapinha e, assim que  você fizer esta pergunta, ele lembrará deste episódio e responderá que SIM, mesmo que este tapinha não tenha a nada a ver com o choro atual. E o pior, poderá  acreditar que está chorando devido à isso.

Outro motivo é a capacidade de aprendizagem da criança – enorme. E ela pode aprender tudo o que ouve. Se tiver adultos falando muita bobagem (inverdades)  por perto, e falam mesmo, ela absorverá cada uma destas coisas como fatos indiscutíveis. Os adultos podem perceber tons de ironia mas a criança leva tudo ao pé da letra, e uma palavra errada perto de uma criança, mesmo que ela esteja com cara de distraída, será ouvida e absorvida em seu repertório de “verdades”. Se alguém passar a falar mal de sua mãe por alguma questão específica e não envolvendo sua qualidade no trato com a criança, ela pode considerar que a mãe é uma péssima pessoa e passar a rejeitar a mãe.

A psicologia infantil poderá  ajudar esta criança a se restabelecer numa realidade mais saudável e também orientará os pais para a continuação do processo de melhora em casa.

FONTE: http://www.marisapsicologa.com.br/psicologia-infantil.html

CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta
CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Fechar
 E aí? Vamos conversar?

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Agende a sua Sessão aqui!
Primeira sessão R$ 100,00 (Psicologia, Fonoaudiologia e Nutrição)

PRÓXIMO PASSO →
fechar
Agendar Sessão