4dicas-para-identificar-o-estado-de-flow-Psicologia-Csule
4 dicas para identificar o estado de Flow (vídeo completo)
2 de maio de 2018
família obesa
Mas minha família toda é obesa, é claro que eu também iria ser!
3 de maio de 2018

Por que me sinto tão frustrado(a)?

frustação - psicologia -casule

Ao longo da nossa vida vamos passar por diversas situações que podem nos deixar frustrados, afinal nem sempre as coisas vão terminar como havíamos sonhado. E isso é normal! Os motivos que levam as pessoas a se sentirem frustradas são muitos e cada indivíduo irá reagir de uma forma diferente a este sentimento.

Talvez o mais importante não seja tentar não passar pelas – muitas vezes inevitáveis – frustrações, mas sim, não desistir diante de uma tentativa que não tenha dado o resultado esperado. Descobrir formas de não se deixar abater e recomeçar é o grande desafio que todos nós enfrentamos no nosso dia a dia.

Motivos para se sentir frustrado

Quando desejamos muito algo em nossa vida, nos planejamos para isso, investimos tempo na execução das tarefas necessárias para se alcançar o objetivo e criamos expectativas em relação àquela situação ou a uma pessoa. No entanto, não conseguir alcançar este objetivo após tanto esforço pode levar ao sentimento de incapacidade ou derrota e assim, podemos nos sentir frustrados.

Muitas vezes esse sentimento surge porque acreditamos que deveríamos ter apenas resultados positivos naquilo que almejamos, nos esquecemos de que não somos perfeitos e não é porque alguém próximo conseguiu algo que eu tenho que obter um resultado igual.

Outro motivo comum, é devido ao fato de que muitos pais, na intenção de proteger os filhos do sofrimento, acabam fazendo com que eles não passem por importantes experiências na infância, por exemplo, ter que lidar com o fato de não poderem ter algo, não poderem brincar naquele determinado momento ou perceberem que apesar de todo o esforço não conseguiram vencer em uma brincadeira. Desta forma, estas crianças, “correm o risco” de se tornarem adultos com uma tolerância a frustração muito pequena.

Quais são as reações mais comuns diante da frustração?

Com frequência percebemos que as pessoas que convivem com mais constância com o sentimento de frustração tem maior probabilidade de desenvolver a depressão, um sentimento de baixa autoestima, comportamentos mais agressivos e até – em algumas situações mais graves – pensamentos e ideias suicidas. Algumas reações são mais comuns entre as pessoas que passam por uma grande frustração e/ou não sabem lidar com elas.

Depressão: é esperado que fiquemos tristes quando não conseguimos conquistar algo que sonhamos e nos preparamos tanto. Mas algumas pessoas permanecem tristes e podem chegar, em alguns casos, ao quadro de depressão por acreditarem que não são capazes ou que as coisas jamais darão certo. Este tipo de pensamento pode fazer com que os indivíduos se sintam desanimados e deixem de continuar tentando por acreditar que nada dá certo.

Compensação: a sensação de frustração e incapacidade podem fazer com que o individuo busque situações que tragam alguma satisfação como forma de compensar o sentimento de tristeza que ele se encontra. Por vezes, essa compensação não ocorre de maneira saudável e a pessoa passa a se relacionar de forma negativa com a comida, a bebida e outras drogas.

Postergação: passar pela frustração de não atingir um objetivo que era muito esperado, não é fácil. Muitas vezes, em alguns casos até sem perceber, nós passamos a evitar aquela situação como uma forma de impedir que, ao fracassar novamente, sintamos a frustração outra vez. Por exemplo: eu sonho em passar para a faculdade de medicina. Já tentei algumas vezes e não consegui. O medo de passar pelos sentimentos de incapacidade, tristeza e frustração novamente, caso eu seja reprovada mais uma vez, podem fazer com que eu crie várias justificativas para não tentar mais o vestibular ou trocar de curso.

Raiva: a raiva é um sentimento muito comum entre as pessoas que passam pelas situações que geram frustração, e algumas vezes, por não saber como lidar com esses sentimentos acabam “descontando” nas pessoas que são mais próximas ou em algo material. Após esta reação não é incomum percebermos o sentimento de frustração e tristeza novamente, mas agora por não ter conseguido se controlar, pelo sentimento de culpa e remorso diante da sua reação.

Comentários

comentários

Christina Daret
Christina Daret
Psicóloga, pós graduada em Terapia Cognitivo Comportamental. Apaixonada pela Psicologia e o atendimento clínico. Adora viajar e estar com a família.

Os comentários estão encerrados.

Marcar Consulta