Conflito entre pais e filhos
20 de maio de 2016
Incapacidade em ficar só
25 de maio de 2016

girl with television on her head

As crianças desde bebê já estão em filas de concorrência, disputando oportunidades em testes, campanhas. Até que ponto o “crescimento prematuro” pode prejudicar o desenvolvimento da criança, segundo a psicologia infantil?

Tudo depende de como as mães colocam as situações para as crianças. Se a mãe oferecer a atividade como brincadeiras interessantes a criança poderá lidar bem com a atividade sem prejuízos. Mas observe que isto pode ser aparentemente fácil de fazer mas insisto que é algo que exige muito talento por parte da mãe, paciência e habilidade. Pois uma brincadeira não pode ser imposta, ela é oferecida e a criança precisa sentir prazer em realizar.

A não aprovação em um teste pode desencadear um processo de frustração na criança com consequências na vida adulta

Quando a criança já entende que aquilo que ela não foi escolhida ou que outras crianças foram  preferidas poderá  gerar frustração. Uma pequena dose de frustração pode preparar para a vida, pois nós a experimentaremos em muitas outros momentos da vida, e talvez os pais possam utilizar esta oportunidade para ensinar a criança a lidar com frustrações. Mas em doses elevadas seja pela repetição da reprovação ou pela forma como foi colocada ela pode gerar sentimentos de desistência, desamparo e até depressão.

Quando a mãe praticamente obriga a criança aos testes. Quais os prejuízos para a vida adulta, ou até mesmo durante a infância, para uma criança que é submetida ao mercado publicitário, mesmo quando demonstra insatisfação?

Considero que possa ser muito prejudicial à criança. Não é de minha esfera (o aspecto jurídico) mas creio ser até crime obrigar uma criança trabalhar. Uma criança que é forçada a fazer este tipo de coisa poderá não elaborar  a ideia de que sua mãe quis o melhor para ela. Diferente de uma mãe que obriga o filho a tomar um remédio, usar calçados e outras coisas que a criança não quer fazer mas com o tempo as informações vão se apresentando e ela percebe que aquilo era amor.

Uma criança obrigada a passar por testes poderá crescer com sentimento de que sua mãe  não respeitou sua limitação e vontade de ter uma infância cheia de brincadeiras que desenvolvem os aspectos intelectuais, sociais, etc.

Uma criança obrigada a fazer coisas que com o tempo serão percebidas como “inúteis” pois participar de propagandas não é algo fundamental no desenvolvimento, poderá se revoltar contra essa mãe , principalmente se ela mentir (dizer que o papai quer, ou que é isso que toda criança deve fazer, ou que será melhor para ela, etc) para convencer a criança.

FONTE:http://www.marisapsicologa.com.br/conflito-entre-pais-e-filhos.html

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta