Como perder o medo de altura?
26 de agosto de 2015
Dependência emocional:o amor que aprisiona.
27 de agosto de 2015

maxresdefault

Para Beck, o modelo de funcionamento mental está baseado em um processo em que estão interligados pensamentos, sentimentos e comportamentos. Nele, esses três fatores estão interligados e se influenciam mutuamente. Dessa forma entendemos que determinados pensamentos nos geram alguns sentimentos e diante disso agimos conforme esse mecanismo. Destacamos que o evento em si não gera as emoções, mas sim o que pensamos sobre o evento. Esse processo funciona como um ciclo, portanto, um sentimento pode gerar um pensamento e comportamento, ou um comportamento provocar os outros dois. Um evento comum pode gerar diferentes formas de sentir e agir em diferentes pessoas, mas não é o evento em si que gera esses comportamentos e sentimentos, mas sim sobre o que nós pensamos sobre o evento. Ou seja, o que pensamos influencia nossas emoções e comportamentos.

Segundo Beck, os pensamentos disfuncionais são comuns a todos os distúrbios psicológicos. Em termos psicopatológicos, a perspectiva cognitiva atenta sobre representações cognitivas conscientes de cada indivíduo, essenciais ao funcionamento mental, normal e patológico. Os sintomas aparecem a partir de comportamentos e representações cognitivas disfuncionais, aprendidas e reforçadas pela experiência.

A Terapia Cognitivo-Comportamental atua nas mudanças dos pensamentos automáticos, almejando eliminar as reações prejudiciais; reestrutura as crenças intermediárias, mudando conclusões do paciente sobre eventos e percepções deles; e amplia a concepção das situações em que o paciente está envolvido, estabelecendo comportamentos alternativos, resolução de problemas, entre outros. Além disso, busca atuar nas crenças centrais para diminuir a formação e reforços de novas crenças que podem surgir, diminuindo a recaída e interrompendo o ciclo em que as reações inadequadas reforçam as crenças mal adaptadas e geram novos pensamentos automáticos e comportamentos inadequados. Apostamos no alívio das angústias, ansiedades e outros transtornos, através das alterações provocadas no modo como a pessoa percebe e se comporta no mundo e em suas relações, buscando sempre a harmonia entre seus pensamentos e sentimentos, tornando-a mais adaptada e funcional para seu ambiente.

Pensamentos Automáticos seria o nível mais superficial do pensamento. Caracterizam-se por serem rápidos, repentinos, involuntários. Podem ser ativados por eventos internos ou externos e existem em duas formas: em forma de palavras não faladas e de imagens;

Este vídeo fala dos pensamentos automáticos, distorções cognitivas e como melhorar seu bem estar de maneira lúdica e didática. Foi traduzido e legendado sem fins lucrativos, original publicado por WatchWellCast.

Nayara Benevenuto Peron

Psicóloga e Terapeuta Cognitivo-Comportamental

CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Nayara Benevenuto
Nayara Benevenuto
Especialista em Terapia Cognitivo-comportamental com crianças e adolescentes. Atende: adultos, casais, famílias, crianças e adolescentes. Afiliada à Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta
CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Fechar
 E aí? Vamos conversar?

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Agende a sua Sessão aqui!
Primeira sessão R$ 100,00 (Psicologia, Fonoaudiologia e Nutrição)

PRÓXIMO PASSO →
fechar
Agendar Sessão