Distração, desatenção e falta de concentração.
31 de maio de 2016
Otimismo
1 de junho de 2016

O que fazer para que as crianças tenham uma vida saudável com menos stress?

O organismo humano reage de maneiras diversas às situações vivenciadas ao longo da vida. A cada interação realizada, são requeridas respostas psicológicas e comportamentais coerentes com a situação vivenciada. Tais respostas são caracterizadas como Stress, uma reação do organismo diante de eventos, sejam eles difíceis, excitantes, irritantes, amedrontadores ou felizes.

A reação da criança frente a eventos estressores e que exigem adaptação por parte dela, inclui mudanças psicológicas, físicas e químicas no seu organismo. Não necessariamente estas mudanças são negativas, contudo, a ativação constante da resposta ao stress sobrecarrega os sistemas em desenvolvimento com conseqüências sérias e duradouras para a criança. Distúrbios psicológicos, tais como a depressão infantil, comportamento agressivo, enurese, ansiedade, choro excessivo, pesadelos e irritabilidade, são bastante comuns diante de situações de stress prolongado.

As crianças podem experimentar situações de stress originadas internamente, a partir de suas ansiedades primitivas e fantasias infantis, bem como, mais comumente, oriundas do mundo externo. As pressões da vida moderna estão fazendo com que as crianças cresçam rápido demais, o que torna sua infância altamente estressante. Além do excesso de atividades e da pressão para satisfazer as necessidades emocionais dos pais, diversos fatores, como nascimento de um irmão, separação dos pais, hospitalizações, morte de alguém na família, mudança na rotina, permissividade sexual excessiva, mudança de escola ou residência, e convivência com pessoas da família que estejam sob stress, podem causar o stress infantil.

Outra fonte contemporânea do stress são as configurações familiares. É comum encontrar crianças que vivem apenas com um dos pais ou em lares onde ambos os responsáveis saem para trabalhar, assim, com freqüência, elas têm que arcar com responsabilidades de adultos. Pais que trabalham fora podem ainda cobrar de seus filhos carinho, bom comportamento e desempenho com mais intensidade.

Para proporcionar à criança uma vida saudável, com menos stress, é necessário respeitar o seu ritmo e auxiliar na aquisição de hábitos de vida saudáveis. Além disso, os pais devem tomar cuidado para não embutir em seus filhos os problemas da vida cotidiana e não delegarem tarefas, que na verdade, não os cabem.

Outro fator importante é ajudar a criança a aprender a lidar com as situações de stress. Para isso os pais devem assegurar que os ambientes nos quais as crianças crescem e se desenvolvem são acolhedores, estáveis e estimulantes, com a presença de um adulto acolhedor, que permite que o stress seja aliviado em pouco tempo, sem que cause danos, possibilitando assim o desenvolvimento saudável de seus filhos.

Comentários

comentários

Mariana Fonseca
Mariana Fonseca
Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental. Atende: Adolescentes, Adultos, Idosos, Casais, Famílias e Grávidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta