O ano nem começou, o carnaval nem passou e você já está pensando ou desistiu das suas metas para esse ano? Acha que não vai conseguir cumpri-las pois já se passaram 2 meses? Só pensa que a cada dia seus sonhos estão mais longe? Pensou errado, meu caro leitor.

Nesse texto quero poder te ajudar a ignorar a insegurança, esquecer as dúvidas e focar suas energias e força de vontade em alcançar aquilo que deseja. Para isso, o primeiro e mais importante passo para alcançar suas metas é: saber dar os passos. 

Isso mesmo. A questão não é a meta e o quão difícil ela é. Não importa se é morar fora do Brasil (o que cá entre nós até eu quero), mudar de emprego, ou passar na (ou para a) faculdade de medicina em São Paulo. O importante são “os passos”, as pequenas atitudes e metas menores que você precisa estabelecer para alcançar o objetivo principal,’A meta’.

Primeiro. Você deve escolher UMA meta. Sim. Apenas uma. Esqueça quantidade, de valor a qualidade. Por mais clichê que possa ser, ter uma meta te faz ficar focado e com isso você pode se dedicar da melhor maneira possível para alcançá-la. Não comece tentando encaixar metas menores e próximas a essa que escolheu. O objetivo agora é foco! Por isso escolha aquilo que mais deseja realizar e coloque como prioridade. Caso você cumpra essa meta antes do que imaginava, é só estabelecer outra meta e passar a correr atrás dela. 

Segundo. Você vai se explicar o POR QUÊ vale a pena correr atrás dessa meta principal. Se motivar é muito importante para que você se convença daquilo que está buscando e assim consiga suportar todo o processo. Afinal, o processo não é fácil, vai ser estressante e cansativo, você vai tropeçar no decorrer do tempo, seja por “pedras” internas (pensamentos distorcidos, medo, insegurança, dificuldade) ou externos (mudanças de clima, falta de material, descomprometimento dos outros, má influências, entre outros), porém você não pode se entregar! Pergunte-se: para que se dar ao trabalho? Quando você conseguir se convencer de que tudo aquilo vale a pena, você estará apto para a próxima etapa.

Participe e aprenda mais sobre bem-estarPowered by Rock Convert

Terceiro. Os PASSOS. Agora sim você vai parar e estabelecer quais as etapas necessárias para você alcançar a sua meta. Porém, é válido lembrar, não devem ser metas distantes, de longa duração ou com um alto grau de expectativa. Pense micro, pense pequeno. Como orienta o ditado: não dê passos maiores do que a perna. Logo, pense em coisas que dê para você fazer todos os dias e que não exijam tempo demasiado ou esforço excessivo. Se sua meta é ser mais saudável, estabeleça que beberá dois litros de água por dia, ou comer uma das refeições de maneira mais disciplinada e saudável. Se sua meta é ser mais paciente, comece fazendo ioga ou meditação, tire cinco minutos do seu dia para não pensar em nada e relaxar o corpo com técnicas de relaxamento. Perceba que sempre existirá “A meta” por trás de cada meta diária, porém você não pode se focar nela, se não ficará frustrado pela distância que ela está da sua realidade. Se quer emagrecer, não pense em perder quinze quilos, pense em fazer exercícios físicos diários e se alimentar melhor. O resultado, a meta, virá a se cumprir com essas pequenas atitudes.

Se não for concreto, próximo a sua rotina diária, você desanimará, cansar e começará a arrumar desculpas e alternativas para não fazer. Ficando posteriormente frustrado com a falta de resultado, o que te fará criar outra meta distante, levando a um ciclo vicioso, que provavelmente você ao ler esse texto já percebeu que está.

Quarto. Da sua maneira, encontre um jeito de MEDIR a sua meta, ou seja, acompanhe de perto o seu avanço. Lembre-se não pense no resultado, se sua meta é emagrecer, não foque em saber quantos quilos perdeu no dia ou na semana, análise e preste atenção em quantos treinos e refeições saudáveis você comeu naquele tempo. Faça um quadro, anote no bloco de notas do telefone, tenha um bloco na bolsa ou mochila, mas anote, salve, VEJA o seu progresso! Para assim perceber a sua frequência, seus erros e o que precisa melhorar assim como o seu comprometimento, pois para cada dia que você cumprir a mini meta, mais perto do seu objetivo você estará!

Quinto e último. NÃO CRIE NOVOS PASSOS. Sendo bem claro, NÃO arrume desculpas para não fazer hoje a meta. “Antes de começar a caminhar, eu só preciso comprar aquele fone sem fio”, “antes de aprender inglês, eu só preciso comprar um livro de vocabulário”. Não siga esse caminho! Isso nada mais é do que a sua mente inventando passos extras, para prorrogar, adiar, evitar, novos gastos de energia. Seu corpo e mente trabalham juntos para fazer com que você, gaste menos energia possível. Por isso é tão difícil começar algo novo, sair do sedentarismo e enfrentar as dificuldades. Esses dois só querem que você fique confortável fazendo exatamente a mesma coisa. Enfrente! Não se deixe enganar ao começar a arrumar motivos para não fazer algo, sempre existe um jeito! Enquanto você se prepara infinitamente, você continua na ardilosa ZONA DE CONFORTO (que por sinal, já temos um texto falando sobre ela, aqui no site) na qual você não ganha nada, não melhora em nada e acaba que não aproveita e nem vive nada de novo ou excepcional!

Tudo que vale a pena lutar vai dar trabalho, precisa se esforçar, tem seu tempo para conseguir e vai lhe causar ansiedade! No entanto, se você passar por todos esses obstáculos, focado no que deseja e estando determinado a conseguir, do outro lado estará os seus sonhos. Lute por eles.