pattern-ep_naturalwhite
Medo ou fobia? Saiba reconhecer e tratar esses problemas
19 de junho de 2015
O que é a depressão?
22 de junho de 2015

Formas simples para remediar a procrastinação

slide_335589_3379286_free

A procrastinação é um dos tópicos sobre os quais eu não canso de escrever. Não existe ninguém ao nosso redor que não fique enrolando ou procrastinando: é um fato da vida.

Está dentro de nós. Achamos que vamos fazer algo mais tarde, ou ler aquele romance clássico mais tarde, ou aprender francês depois. Mas sempre exageramos nas nossas estimativas sobre quanto poderemos fazer mais tarde. Exageramos na estimativa de conseguirmos combater a procrastinação no futuro.

Se o seu eu atual não consegue combater a procrastinação, por que conseguirá no futuro?

POR QUE PROCRASTINAMOS

Vamos dar uma rápida olhada nos motivos que nos fazem procrastinar. Existem muitos motivos, que estão relacionados em formas diferentes:

1. Queremos gratificação instantânea. Ficar largado no sofá é bom, talvez melhor agora do que sair para fazer uma corrida. Ler blogs é mais fácil, agora, do que ler um romance clássico.  Checar o Facebook ou e-mail é mais fácil, agora, do que fazer o projeto que estamos enrolando. Comer bolo de chocolate é mais saboroso, agora, do que comer vegetais.

2. Temos medo de algo. Podemos não escrever aquele nosso capítulo de livro por existirem problemas com a escrita que ainda não descobrimos (muitas vezes pelo fato de não termos pensado no assunto decentemente). Ou nós podemos estar com medo que vamos fracassar ou parecer idiotas ou estúpidos. Estamos com medo do desconhecido, o que é muito poderoso pois não examinamos o medo – apenas o deixamos escondido no fundo da nossa mente. Temer algo nos faz querer colocar pra baixo do tapete, adiar sequer pensar sobre o assunto, e fazer algo bastante fácil e seguro no seu lugar.

3. É fácil – não existe nenhuma consequência negativa agora. Quando estávamos na escola e tínhamos um professor olhando o que fazíamos e dando bronca quando não fazíamos as tarefas e exercícios, a tendência era fazer as tarefas (até quando alguns de nós descobriu que poderia ignorar as broncas). Mas quando chegamos em casa, algumas vezes não tinha ninguém de olho na gente… de modo que não havia nenhuma consequência negativa imediata em assistir TV ou jogar games. Claro que a gente poderia depois ficar com uma nota ruim amanhã, mas isso não é o momento imediato. A mesma coisa vale para o uso da Internet ou fazer outros tipos de procrastinação: vamos pagar por isso mais tarde, mas no momento presente ninguém está bravo conosco.

4. Exageramos na estimativa de quem seremos no futuro. Frequentemente temos uma longa tarefa de coisas que queremos fazer, pois pensamos que podemos fazer um monte de coisa no futuro. A realidade é geralmente um pouquinho pior do que esperamos, mas isso não nos impede de pensar que o futuro será diferente novamente. Pelo mesmo motivo, pensamos que é OK enrolar, pois vamos fazer isso mais tarde, com certeza. Nosso eu futuro será incrivelmente produtivo e focado! Exceto que nosso eu no futuro também é preguiçoso e não faz as coisas na hora. Maldito eu do futuro!

QUATRO SOLUÇÕES PODEROSAS

Agora que conhecemos os problemas, as soluções não devem ser muito difíceis de ser descobertas. Apenas não as deixe pra depois, ok?

1. Pare e pense. Quando permitimos os pensamentos acima seguirem sem estarmos realmente conscientes, acabamos procrastinando. Quando acabamos parando para pensar sobre esses pensamentos, podemos racionalmente perceber que eles estão errados. A gratificação instantânea de ficar enrolando ou comendo porcaria pode levar a gente ter problemas depois. Os medos são exagerados e não devem ficar na frente do nosso caminho.

Não ter consequências negativas agora não significa que não haverá consequências negativas mais tarde. Nosso eu do futuro não é tão fodão como gostaríamos de imaginar. Então, pense sobre as coisas que está fazendo, e comece a fazer mais dessa coisa racional. Use as estratégias abaixo também, mas o pensamento é o começo.

2. Aproveite o processo. Quando temos medo de algo, deixamos pra depois. Mas, ao invés, se podemos aprender a aproveitar e ter prazer, não será tão difícil ou terrível. Entre para o momento presente, e terá prazer em cada ação. Por exemplo, se você quer sair para correr, não pense sobre a dura corrida adiante, mas sobre colocar seu tênis.

E então focalize em sair pela porta – não é tão difícil. Agora, focalize em fazer um aquecimento com uma caminhada rápida ou um trote. Isso pode ser gostoso. Aproveite. E, então, quando suas pernas começam a aquecer e você corre um pouco mais rápido, aproveite o belo ambiente. Esse processo pode ser feito com qualquer coisa, de lavar pratos a ler ou escrever. Aproveite o momento, sem pensar em coisas do futuro que você teme, e a atividade pode ser muito prazerosa e até divertida. E se for assim, você não vai deixar para depois.

3. Crie responsabilidades e comprometimentos. Se não tiver ninguém te vigiando, haverá a tendência de deixar a bola cair. Então crie um ambiente à prova de procrastinação: encontre pessoas para te cobrar. Eu entrei para um desafio online de boa forma nesse mês, de modo que eu posso relatar meus exercícios para o fórum. Fiz a mesma coisa para corrida, parar de fumar, escrever um romance. Você pode inclusive usar seus amigos e família ou Facebook, ou email.

4. Bloqueie o seu eu do futuro. Seu eu do futuro é tão propenso a enrolar como você. Então, bloqueie esse xarope. Use um programa como Freedom para bloquear seu acesso à Internet por um certo período de tempo, de modo que seu eu do futuro tem foco ao invés de ficar lendo blogs. Desligue sua TV a cabo, elimine a comida porcaria de sua casa, destrua seus cartões de crédito… faça o que for necessário para tornar bem difícil para seu eu do futuro enrolar ou cair em tentação. Ou pelo menos force seu eu do futuro a parar e pensar antes de fazer qualquer coisa boba.

Fonte: http://www.produtividadeninja.com/o-pequeno-livro-para-remediar-a-procrastinacao/

CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Nayara Benevenuto
Nayara Benevenuto
Especialista em Terapia Cognitivo-comportamental com crianças e adolescentes. Atende: adultos, casais, famílias, crianças e adolescentes. Afiliada à Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta
CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Fechar
 E aí? Vamos conversar?

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
close-link

Agende a sua Sessão aqui!
Primeira sessão R$ 100,00 (Psicologia, Fonoaudiologia e Nutrição)

PRÓXIMO PASSO →
fechar
Agendar Sessão