Transtorno de Personalidade Borderline (vídeo completo)
12 de julho de 2017
terapia de grupo
Terapia de Grupo
14 de julho de 2017
dislexia

As habilidades de leitura e escrita são fundamentais para a aquisição de outros conhecimentos e para a formação do ser humano de uma forma geral. O fracasso na aquisição dessas habilidades pode ter como consequência alterações comportamentais e emocionais, como desinteresse, baixo desempenho, evasão escolar e, frequentemente, diminuição da autoestima, que são consequências graves para a vida de uma pessoa. Não é raro encontrar casos de alunos com dificuldades de leitura e escrita nas salas de aula.

Mas o que são essas dificuldades? Como diagnosticar? O que deve ser feito?

A dislexia é caracterizada como um transtorno de aprendizagem específico de leitura. A dislexia não está associada a uma baixa inteligência; ela ocorre quando há uma discrepância entre a inteligência e a habilidade de leitura e na ausência de problemas sensoriais (como deficiências visuais e auditivas), emocionais ou socioeconômicos.

Sua principal característica é a dificuldade no processamento fonológico, ou seja, o indivíduo portador desse transtorno apresenta dificuldade na aprendizagem da decodificação das palavras escritas.

O diagnóstico da dislexia é realizado por uma equipe multidisciplinar, que inclui médico, psicólogo, fonoaudiólogo e psicopedagogo. O diagnóstico precoce é fundamental para auxiliar no tratamento do transtorno, pois quanto antes a intervenção direcionada for realizada, maior a chance da criança superar sua dificuldade.

Alguns sinais comuns da dislexia e que devem servir de alerta são:

  • dificuldade em aprender o nome ou o som das letras;

  • dificuldade em entender instruções;

  • dificuldade em lembrar histórias, números ou letras;

  • leitura muito lenta ou imprecisa;

  • dificuldade em compreender o que foi lido;

  • dificuldade na soletração;

  • dificuldade na escrita.

A intervenção deve ser realizada com um profissional especializado. A terapia fonoaudiológica auxilia, principalmente, na percepção, discriminação e manipulação dos sons das palavras.

Além disso, em alguns casos, a atuação do psicólogo é fundamental na contribuição da reestruturação da autoestima, na motivação intrínseca e na redução da ansiedade.

Comentários

comentários

Flávia Henriques
Flávia Henriques
Fonoaudióloga do riso fácil e com um pé (e formação!) na Psicologia. Gosto de estudar, ver filmes e passar o tempo na internet.

Os comentários estão encerrados.

Marcar Consulta