A pessoa por trás do diagnóstico
3 de outubro de 2016
Deixe a frustração sair!
7 de outubro de 2016

As crianças se queixam e protestam, sobretudo quando são pequenas. Que um pequeno, em algum dia esteja se queixando é normal, uma vez que é a sua maneira de dizer que não está de acordo com o que você está dizendo. O problema é que se os pais não param com essas queixas a tempo, a criança poderá se tornar numa ‘birrenta crônica’.

Uma criança que é ‘birrenta crônica’ e que seus pais não a tenham educado para deixar de sê-la é provável que se torne num adulto queixoso e respondão.

É muito importante que, desde muito pequenos, os pais eduquem aos filhos queixosos para que deixem de sê-lo e saibam se comportar de forma mais apropriada podendo canalizar as emoções que os fazem se queixar o tempo todo (por qualquer coisa).

Os pais deverão controlar seu nervosismo e não ceder às demandas do filho só para que se cale porque senão suas queixas, pouco a pouco, se converterão em exigências. Não perca os seguintes conselhos para que não perca a sensatez:

1. Mantenha a calma. É certo que as queixas dos seus filhos podem te tirar do sério e deixar você nervosa e isso não vai lhe ajudar em nada. As crianças poderão chutar, morder, gritar ou chorar para que você dê atenção e olhe para ela. Se você gritar também ou reprova o tempo todo o seu mau comportamento, você estará fazendo um reforço negativo, ou seja, estará vendo que com sua má atitude ela estará conseguindo a atenção que tanto quer conseguir de você. Neste sentido, com calma e com firmeza você poderá corrigir o comportamento do seu filho dizendo coisas como: ‘Por favor, peça-o adequadamente, com modos’, ou talvez algo como: ‘Por favor, não chute minha perna. Eu não gosto e me dói’. Lembre-se que se você gritar para expressar sua frustração, o seu filho também o fará.

2. Não ceda. Quando as crianças persistem em suas ‘queixas’, muitos pais caem na tentação de ceder só para não escutá-los. Por este motivo, é necessário que você não ceda e converse com o seu filho com uma voz normal o tempo todo. Faça de conta que nada está acontecendo, que está lendo algo ou fazendo qualquer outra coisa até que o seu filho comece a falar com normalidade, e somente nesse momento poderá começar a negociar uma solução (que não significa ter que ceder às suas pretensões).

3. Não se esqueça dos elogios. Se o mau comportamento do seu filho continua, você terá que deixar claro a disciplina que irá utilizar e dizer-lhe coisas como: ‘Se você continuar gritando, a mamãe terá que colocá-lo para pensar no seu quarto durante alguns minutos’. Quando o filho estiver calmo, então você terá que conversar com ele para reforçar a mensagem de pedir desculpas e dar-lhe um abraço com todo o seu amor. A chave na disciplina das crianças queixosas é a consistência. Ainda que a má conduta mereça a atenção dos pais e deverá ser corrigida, o bom comportamento também terá que ser elogiado. Se o seu filho resolve um conflito sem se queixar, você terá que elogiá-lo. Será uma conquista para ele!

FONTE:http://br.guiainfantil.com/materias/educacao/comportamento/como-educar-criancas-birrentas-e-que-reclamam-de-tudo/

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule

Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta