A doença da fúria: entenda o Transtorno Explosivo Intermitente (TEI)
21 de novembro de 2015
Cinofobia – Como contornar este problema?
24 de novembro de 2015

casule-psicologia-lar-para-os-filhos

Em meio a tantas mídias sociais e modelos esteriotipados, não é fácil educar. Esses modelos podem influenciar negativamente no desenvolvimento das crianças, porém, a compaixão, o caráter, a educação e a confiança começam a ser construídos dentro de casa.

Como não podemos controlar o que acontece escola, ou o que está escrito em revistas ou é transmitido pela televisão, é importante saber que temos o controle sobre um aspecto da vida de nossos filhos: o que acontece em nossa casa. Por isso, estabelecer alguns padrões e fazer algumas mudanças pode ajudar a fazer do convívio familiar e do espaço da casa um lugar seguro que fortaleça o autoconhecimento e a autoestima deles.

Para ajudá-las nesta tarefa tão difícil, seguem algumas dicas para construir um lar positivo para as crianças:

Elogiem na medida certa!

Elogiem, mas não muito! Enquanto a crítica constante faz com que nossos filhos duvidem de suas habilidades, uma abundância de elogios pode inflar seus egos e levá-los a colocar os outros para baixo. Elogie-os sem afetação, e não tenham medo de dar feedbacks construtivos quando eles precisarem.

Demonstrem carinho!

Vocês ficariam surpresas com o que um abraço e um “eu te amo” podem fazer para a confiança das crianças. Não só as fazem lembrar que vocês se importam, mas também as tornam confortáveis para expressar suas emoções, tornando mais fácil para elas lidar com os próprios problemas.

Expulsem a negatividade!

Nós sabemos que é mais fácil dizer do que fazer, e que ficamos às vezes para baixo e com dificuldades de manter pensamentos tranquilos e positivos o tempo todo. Mas mesmo assim, ensinem seus filhos desde pequenos a terem uma postura positiva, proibindo palavras que crianças adoram falar, ainda que sem maldade, como por exemplo: feio, chato etc. Claro que eles escutarão essas palavras na escola ou onde estiverem, mas banindo-as de casa vocês instalam um ambiente que é seguro quando eles se sentem para baixo.

Sejam boas mentoras!

Como diz o ditado: você precisa praticar o que prega. Se vocês se chamam de estúpidas ou fogem de desafios, é provável que seus filhos sigam esses exemplos. Olhem para isso com uma oportunidade não só para construir a autoconfiança deles, mas também para impulsionar a autoconfiança em vocês.

Aproveitem o tempo com eles!

Entendemos que toda mãe precisa de algum tempo sozinha, mas quando tomamos muito tempo para nós mesmas isso pode fazer com que nossos filhos achem que não nos preocupamos com eles. Então, desliguem o telefone e passem algum tempo com eles, um tempo “de verdade”.  Ao se envolverem com eles – sejam em um passeio no parque ou conversando à mesa de jantar, vocês fazem seus filhos se sentirem importantes, o que, por sua vez, fortalece a autoestima deles.

FONTE:http://feiradobebe.com.br/larpositivo/

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta